Home | Notícias

Jornada cheia com 14 encontros

Jornada cheia com 14 encontros

Terça-feira será um dia em cheio no Lisboa Belém Open, com a realização, nos courts do CIF (Club Internacional de Foot-ball), de 11 encontros do quadro individual e três do de pares. Seis dos oito cabeças de série vão estrear-se no challenger dotado de 43 mil dólares em prémios monetários, com destaque para Gastão Elias e Pedro Sousa, este recém campeão no ATP Challenger Tour.

Elias, cabeça de série n.º3, abre a jornada no Estádio CIF frente ao austríaco Dennis Novak (204.º). A seguir será a vez de João Domingues (210.º) tentar contrariar o favoritismo do quinto cabeça de série, o salvadorenho Marcelo Arevalo (147.º).

Também João Monteiro (269.º) terá tarefa difícil diante do tenista mais cotado da prova, o japonês Taro Daniel (84.º), finalista do Lisboa Belém Open em 2017 e que conta já com um título conquistado no ATP World Tour, há oito dias, em Istambul. A fechar a jornada no Estádio CIF, um duelo entre portugueses, com Pedro Sousa (129.º) a defrontar Fred Gil (227.º).

No Court Lisboa, a jornada abre com Gonçalo Oliveira (217.º) a medir forças com a grande esperança do ténis canadiano, Feliz Auger-Aliassime (185.º), de 17 anos e já com dois títulos conquistados no ATP Challenger Tour, numa reedição do duelo da semana passada, em Braga, favorável ao mais jovem.

Num duelo de gerações, o brasileiro de 30 anos, Thomaz Bellucci, ex-21.º do ranking mundial e actual 249.º, defronta o sérvio Miomir Kecmanovic (202.º), de 18 anos e 16.º na Road to Milan – o ranking para os tenistas da nova geração, com menos de 22 anos.

Dos jogadores da NextGen, destaque para o embate entre o australiano Alex de Minaur (106.º), de 19 anos e grande sensação no início do ano no ATP World Tour, e o espanhol Alejandro Davidovich Fokina (409.º), um ano mais novo e campeão júnior de Wimbledon em título.

Outra esperança do ténis de Espanha é Jaume Munar (159.º), o mais jovem do seu país de entre os 160 melhores do ranking mundial, que amanhã se estreia diante do argentino Renzo Olivo (203.º). Destaque ainda para as estreias do campeão júnior de Roland Garros de 2013, Christian Garin (211.º), e do checo Lukas Rosol (284.º), ex-26.º no ranking mundial, diante de adversários vindos do qualifying.