Home | Notícias

Gonçalo Oliveira:

Gonçalo Oliveira:"Ganhar em casa tem um sabor muito mais especial"

LISBOA — Amigos desde sempre e a partir de hoje campeões do Lisboa Belém Open. Gonçalo Oliveira e Roberto Cid Subervi inscreveram-se à última hora e venceram o primeiro título como parceria em dois torneios disputados. E se para o dominicano é o primeiro troféu na categoria, o portuense soma já duas mãos cheias só no ATP Challenger Tour.

No final, ambos eram o espelho da satisfação. “Ganhar em casa tem um sabor muito mais especial. O único título que tinha ganho em Portugal foi em vale do lobo, um Future, pares também, mas este tem outro sabor. Vou guardar boas recordações deste torneio, como sempre guardei, já tinha feito final e aqui tive a minha primeira vitória em singulares. Agradeço ao Roberto pela semana e espero vir cá para o ano defender o título”, enalteceu Oliveira, ao passo que Roberto Cid Subervi frisou o apoio sentido pelo público possível: “Senti-me em casa. Joguei com um bom amigo e estou muito feliz por esta semana. Correu muito bem, divertimo-nos. Além de que o foi o meu primeiro título Challenger”.

Para o número dois nacional em pares, só atrás de João Sousa, o segredo do seu sucesso na variante é “ver bem o court e “escolher bem os parceiros, ter boa química com eles” e não enaltece demasiado o seu palmarés. “Comecei muito cedo, já levo 10 anos de carreira. Se fizermos os cálculos são 3 títulos por ano e os Futures foram muitos. Ter 33 títulos é um número bonito e espero que cresça mais”, sublinhou, referindo ainda ter nível para jogar na categoria acima, incluindo os torneios do Grand Slam, o qual deverá acontecer brevemente face aos feitos recentes.

Finda a variante de pares com título para um português, este domingo poderá haver outro tenista nacional a erguer o troféu. Pedro Sousa e Jaume Munar, os dois primeiros cabeças de séries em singulares, entram em court pelas 10h30 para o prato forte da semana.

Via Raquetc